Estrutura do Programa

Linhas de Pesquisa

  1. 1.      Epidemiologia, prevenção e controle de doenças dos animais e gestão dos riscos para a saúde pública

Diagnóstico da situação epidemiológica de doenças dos animais domésticos e silvestres.

Realização de estudos sobre fatores biológicos, ambientais e socioeconômicos que

condicionam o processo saúde-doença, melhorando assim o planejamento e avaliação das

políticas públicas e a gestão de riscos em saúde animal. Desenvolvimento de métodos para

planejamento, implementação e avaliação de sistemas de vigilância das doenças animais.

Prospecção de produtos com atividade antimicrobiana, antiviral, antineoplásica e

imunomoduladora. Caracterização e diagnóstico de zoonoses e de doenças de origem alimentar, com vista a promover a saúde pública e a segurança dos alimentos.

  1. 2.      Patologia Veterinária

 Identificação, caracterização e estudo da patogenia da infecção por agentes etiológicos que acometem animais domésticos e silvestres. Estudos das alterações ocasionadas por doenças metabólicas, intoxicações por plantas tóxicas, toxinas, neoplasias, alterações congênitas e degenerativas, e outras doenças não infecciosas.

  1. 3.      Pesquisa e desenvolvimento de técnicas cirúrgicas, protocolos anestésicos e terapias inovadoras

 Desenvolvimento de técnicas cirúrgicas e anestésicas, emprego de membranas biológicas e terapia celular na reparação e regeneração dos diferentes órgãos dos sistemas orgânicos, procedimentos não invasivos em cirurgia de animais domésticos e silvestres. Desenvolvimento tecnológico de métodos de terapia gênica aplicados a doenças de interesse em saúde animal. Estudo de alterações induzidas por agentes químicos, físicos ou biológicos, enfocando-se a fisiopatologia, com vistas a aplicações cirúrgicas e terapêuticas.

  1. 4.      Métodos de diagnóstico e tratamento de afecções dos animais domésticos e silvestres

 Estudo sistematizado dos métodos de diagnóstico e do tratamento das afecções dos diversos sistemas dos animais domésticos e silvestres, com vistas ao melhor conhecimento da medicina interna, incluindo a fisiopatologia clínica e abordagens semiológicas. Estudo das alterações metabólicas decorrentes do esforço em animais domésticos.

Áreas de Concentração

  1. 1.      Medicina Preventiva e Patologia Preventiva

A saúde e o bem-estar dos animais podem ser afetados por diversas enfermidades, com potencial prejuízo à produção pecuária, à saúde pública, à economia e ao comércio. Assim, torna-se relevante investigar agentes que infectam ou colonizam os animais de produção, de companhia e silvestres, determinando sua cadeia epidemiológica e os mecanismos de resistência, virulência e patogenicidade. O homem é parte importante destas mesmas cadeias epidemiológicas, seja pela própria história natural da doença ou pela sua ação transformadora dos ecossistemas, ao mesmo tempo em que se coloca nos objetivos finais dos programas de saúde animal. Neste sentido, serão desenvolvidas pesquisas visando a prevenção de zoonoses e a gestão dos riscos de doenças transmitidas por alimentos. Pretende desenvolver e avaliar métodos para diagnóstico, isolamento e caracterização de agentes etiológicos e, em paralelo, realizar estudos que proponham e avaliem novos sistemas de vigilância epidemiológica e métodos de prevenção e controle sanitário. A evolução dos sistemas de produção animal também está associada a doenças não infecciosas que condicionam a produtividade animal, sendo necessário entender a sua patogenia, conhecer os seus fatores de risco e seu impacto socioeconômico. Esta área de concentração pretende estabelecer uma abordagem integrada com vista à prevenção de doenças animais, promovendo a integridade dos ecossistemas para o beneficio do homem, dos animais domésticos e da manutenção da biodiversidade, de acordo com o conceito “Um Mundo-Uma Saúde”.

  1. 2.      Clínica Médica e Cirurgia Animal

É notória a importância de estudos que permitam reduzir as consequências das doenças que acometem os animais domésticos e silvestres, melhorando assim a sua saúde e o seu bem-estar. Com este anseio, torna-se necessário realizar investigações sistemáticas sobre o processo saúde-doença com vistas à obtenção de novos procedimentos clínico-cirúrgicos, meios diagnósticos, terapias inovadoras e também protocolos anestésicos. A área de Clínica Médica e Cirurgia Animal pretende gerar conhecimentos científicos e produtos tecnológicos voltados ao aumento da acurácia diagnóstica e da resolutividade clínico-cirúrgica, contribuindo assim para o desenvolvimento da Medicina Veterinária no campo da Saúde Animal.